sexta-feira, 30 de abril de 2010

MONÓLOGO DA BÊBADA


MONÓLOGO DA BÊBADA

Uma bela mulher sai de um bar cambaleando de bêbada, toda elegante ela
caminha em direção ao seu automóvel, um BMW novíssimo e com a chave, tenta
abrir a porta, mas o seu estado alcoólico não o permite.

Quando se abaixa um pouco para se aproximar da fechadura acaba por
cair e ficar sentada de pernas abertas ao lado da porta.

Desesperada com a situação, olha para baixo e reparando que não está
com calcinha, começa a falar com a sua própria "perereca":

Vc paga o carro...
Vc paga as jóias...
Vc paga as minhas plásticas...
Vc me dá tanto dinheiro...
Vc permite que eu escolha o homem que me agrade....
Vc paga a casa que comprei... vc...
De repente começa a urinar-se e diz:

Não precisa chorar!!! Eu não estou zangada contigo, tô só conversando!!!