terça-feira, 7 de julho de 2009

NADA MUDOU...


...SÓ TROCOU DE NOME.

O collant virou body
O rouge virou blush
O pó-de-arroz virou pó-compacto
O brilho virou gloss
O rímel virou máscara incolor
A lycra virou stretch
Anabela virou plataforma
O corpete virou porta-seios
Que virou sutiã
Que virou lib
Que virou silicone
A peruca virou aplique, interlace, megahair, alongamento
A escova virou chapinha
"Problemas de moça" viraram TPM
Confete virou MM
A crise de nervos virou stress
A chita virou viscose.
A purpurina virou gliter
A brilhantina virou mousse
Os halteres viraram bomba
A ergométrica virou spinning
A tanga virou fio dental
E o fio dental virou anti-séptico bucal
Ninguém mais vê...
Ping-Pong virou Babaloo
O a-la-carte virou self-service
A tristeza, depressão
O espaguete virou miojo pronto
A paquera virou pegação
Namorar virou ficar
Abraço virou amasso
Beijo virou selinho
A gafieira virou dança de salão
O que era praça virou shopping
A areia virou ringue
A caneta virou teclado
O long play virou CD
A fita de vídeo é DVD
O CD já é MP3
É um filho onde éramos seis
O album de fotos agora é mostrado por e-mail
O namoro agora é virtual
A cantada virou torpedo
E do "não" não se tem medo
O break virou street
O samba, pagode
O carnaval de rua virou Sapucaí
O folclore brasileiro, halloween
O piano agora é teclado, também
O forró de sanfona ficou eletrônico
Fortificante não é mais Biotônico
Bicicleta virou Bike
Polícia e ladrão virou counter strike
Folhetins são novelas de tv
Fauna e flora a desaparecer
Lobato virou Paulo Coelho
Caetano virou um chato
Chico sumiu da fm e tv
Baby se converteu
RPM desapareceu
Elis ressuscitou em Maria Rita?
Gal virou fênix
Raul e Renato, Cássia e Cazuza, Lennon e Elvis,
Todos anjos
Agora só tocam lira...
A AIDS virou gripe
A bala antes encontrada agora é perdida
A violência está coisa maldita!
A maconha é calmante
O professor é agora o facilitador
As lições já não importam mais
A guerra superou a paz
E a sociedade ficou incapaz... ...
De tudo.
Inclusive de notar essas diferenças.

6 comentários:

Keidy Lee Jones disse...

Quando li esse texto me veio a mente três perguntas:

1) Tudo que é sólido desmancha no ar (?) - Karl Marx.
2) Na Natureza nada se perde tudo se transforma (?) - Lavoisier.
3) Nada se cria, tudo se copia?

Temo se a 3° pergunta for a resposta.

abs, Lee.

Nanda Assis disse...

é bem verdade ne, vamos ver onde iremos parar.
bjosss...

Roberta.rj disse...

Caramba, sabe que esses dias estive falando sobre isso com um amigo... É muito estranho né...
Querida, eu estou bem,muito bem por sinal... O que eu quis dizer com "dolorosa" é que tem me feito pensar muito e fazer escolhas constantes e decisivas, em pouco tempo, e se vc perceber, ao final da frase eu completo dizendo que tb tem sido muito prazeroso esse momento...
Eu estou muito bem e em PAZ... Pode acreditar!!!
Obrigada mesmo pelo seu carinho e que DEUS te ilumine a abençoe sempre...
LUZ,AMOR,PAZ e ILMINAÇÃO sempre minha amiga!!!
Beijos e saiba que eu tb te gosto muito e mais uma vez ,pode acreditar que eu estou bem!!!

cris disse...

Só posso concordar =/

Luiz Caio disse...

Oi Rose! Como vai?

Porquê a terra é redonda andamos em circulos. Indo e voltando pro mesmo lugar... Aqueles que chegarem, verão sempre o já visto!

TENHA UMA LINDA TARDE!

BEIJOS.

Glayce Santos disse...

O, fia, não entendi a figura! hehehe

Ah, isso é, muita coisa mudou, mas alguns eu ainda uso, sabia? rs

E, bem, blush é bem mais bonitinho que rouge!

Ainda falo BRILHO! rs

beijos e beijos